10/04/2015 Marcha pela duplicação será relembrada em ato festivo e solene.

Marcha pela duplicação será relembrada em ato festivo e solene.

Marcha pela duplicação será relembrada em ato festivo e solene.

Presidente Jairo Cascaes (PSD) é convidado a participar de solenidade alusiva à marcha pela duplicação da BR 101

O Presidente da Câmara de Tubarão, Jairo Cascaes, (PSD) recebeu a visita de lideranças políticas da região Sul de Santa Catarina na tarde desta quinta-feira (9 de abril). Assim como todas as Câmaras de Vereadores, a de Tubarão foi convidada para participar do evento alusivo aos 11 anos da primeira marcha pela duplicação da BR 101. A solenidade ocorrerá em Criciúma no dia 29 de abril no auditório da Associação Comercial do município.

O evento é organizado pelo ex-vereador de Içara Wagner Pizzetti e pretende homenagear as câmaras municipais catarinense e gaúcha que participaram do ato que culminou na assinatura da ordem de serviço para a duplicação da BR 101 trecho Sul. A ideia, segundo Wagner, é homenagear os ex e atuais presidentes do legislativo em 2004, já que os trabalhos pelo desenvolvimento do Sul de Santa Catarina continuam fortes.

Durante a reunião Jairo destacou a importância de Tubarão estar engajada nesta causa nobre em nome do crescimento da cidade e toda a região. “Todos temos a ganhar, e muito, se continuarmos a trabalhar em conjunto. Ainda temos obras a terminar como a Ponte Anita Garibaldi e o túnel do Morro do Formigão que não podemos parar de fiscalizar até que se concretizem”, destacou o presidente.

Em 2004 o presidente em exercício era Ronério Manoel, que segundo Jairo receberá em mãos o convite para a solenidade.


Luta pela duplicação

A marcha percorreu 348 Km da BR-101 em 24 dias, entre 10 de março a 2 de abril de 2004, partindo de Osório(RS) com destino a Palhoça(SC). Uniu 24 Câmaras de Vereadores do Rio Grande do Sul e Santa Catarina que fazem parte do trecho sul da BR-101. A mobilização reuniu a população em sinal de protesto em relação às vitimas da Rodovia e trazendo a consciência pela necessidade da duplicação.