16/12/2016 Decreto de Natal da Câmara de Vereadores de Tubarão

Decreto de Natal  da Câmara de Vereadores de Tubarão

Dispõe sobre os Votos de Boas-Festas e Próspero Ano Novo.

 

Art. 1º. Ficam revogados todos os ressentimentos, mágoas, dores, tristezas, dificuldades materiais e espirituais, bem como toda e qualquer negatividade que tenha lhe atingido, direta ou indiretamente no decorrer de 2016.

Parágrafo Único: Aquelas situações que, por motivo de força maior, não puderem ser revogadas ficam proibidas de fazer sofrer além do necessário.

Art. 2º. A ninguém será dado o direito de interferir  negativamente na felicidade que deverá recair sobre sua pessoa no ano vindouro.

Art. 3º. Os seus familiares ficam, por força deste decreto, convidados a participar de sua Boa Ventura, devendo, porém respeitar a Lei do Livre Arbítrio.

Art. 4º. Os problemas de qualquer ordem ficam, a partir da vigência deste Decreto, proibidos de atingir a sua pessoa, bem como a de seus familiares, sob pena de serem afastados compulsoriamente por Deus, mediante pedido nosso.

Art. 5º. A nossa amizade deverá ser abençoada por Deus, com os Anjos dizendo Amém.

Art. 6º. Este Decreto entra em vigor na data de sua expedição ou leitura.

Art. 7º. Revogam-se as disposições em contrário, por mais fortes que sejam.

 

Câmara de Vereadores de Tubarão, Dezembro de 2016

 

JUSTIFICATIVA AO DECRETO

Vivemos numa época plena de preocupações e compromissos mil. Isto, porém não nos exime, de ao menos uma vez no ano, de lembrar dos Amigos, gastando um pouco do nosso tempo a buscar uma forma original de desejar-lhes felicidades, de fazer-lhes dar um belo sorriso e dizer "valeu!", obrigado por tudo.

Por isso resolvemos, sob a proteção do Pai celestial, que é Deus, elaborar o presente decreto para desejar-lhe Boas Festas e Próspero Ano Novo. Espero que a alegria inunde seu coração, atinja seus familiares, e perdure por todo o ano vindouro.

(Adaptação do texto de Jurema de Andrade dos Passos)